TODO APOIO À GREVE DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO DE SÃO PAULO

Notícias

Após deliberação da categoria, os servidores do judiciário estadual e federal de São Paulo resolveram não retornar às atividades presenciais, programada para o dia 27 de julho, e aprovaram adesão à greve sanitária, em defesa da vida e contra o trabalho presencial, neste momento de pandemia. (clique aqui para ver a nota das entidades sindicais)

A greve sanitária ou ambiental vem sendo um dos instrumentos jurídicos utilizados pelos trabalhadores e tem por objetivo resguardar o direito à vida, frente o descaso e a imprudência de diversas autoridades públicas.

Em São Paulo, conforme amplamente divulgado, os casos do novo coronavírus (COVID-19) ainda são alarmantes e a retomada das atividades termina por colocar em risco o conjunto da população.

Diante disso, os servidores vinculados ao judiciário estadual e federal de São Paulo resolveram exercer o direito constitucional de aderir ao movimento grevista e dão uma importante demonstração de luta pela vida, contra a retomada das atividades presenciais e pela prorrogação do teletrabalho obrigatória.

A Diretoria Colegiada do SindJustiça Ceará, por meio desta nota, vem prestar seu total e irrestrito apoio ao movimento, destacando que o momento ainda é preocupante e que qualquer retomada das atividades presenciais pode colocar em risco não somente os servidores, mas também seus familiares e os jurisdicionados.

Retorno ao trabalho presencial só quando for disponibilizado uma vacina ou remédio comprovadamente eficaz!
A vida em primeiro lugar!

0 Comentários

Deixe o seu comentário!