SINDJUSTIÇA PROMOVE ATO EM SOLIDARIEDADE AOS DIRETORES ROBERTO EUDES E PEDRO HELKER

Ação Sindical

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (01), em frente ao Palácio da Justiça, o ato contra a perseguição sindical promovida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, que de forma compulsória removeu os diretores Roberto Eudes (Coordenador-Geral) e de Pedro Helker (Coordenador Jurídico), atitude que atenta contra à liberdade sindical e o direito de livre organização.

Os diretores do SindJustiça, Hadjefferson Marreiro e Edmar Duarte, coordenaram todo o ato e registraram a presença de servidores lotados no Tribunal, no Fórum Clóvis Beviláqua e em juizados da capital, além dos servidores lotados em comarcas do interior (Quixeramobim, Farias Brito, Caucaia, Capistrano e Várzea Alegre). Ainda, participaram do ato diversos representantes de entidades sindicais, dentre elas: Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia (SINTAJ-BA), Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Espírito (SINDJUDICIÁRIO-ES), Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (SINDOJUS-CE), Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (SINTUFCE), Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (MOVA-SE), Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Estado do Ceará (SINDETRAN-CE), Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (STICCRMF), Sindicato dos Odontologistas do Estado do Ceará (SINDIODONTO), Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros Intermunicipal e Interestadual do Estado do Ceará (SINTETI), Sindicato dos Aeroviários do Estado do Ceará (SINDAERO-CE), Federação Nacional dos Servidores dos Judiciários nos Estados (FENAJUD), CUT e CSP-CONLUTAS.

Todos os dirigentes sindicais manifestaram irrestrito apoio e solidariedade aos diretores do SindJustiça Ceará, destacando que além de ilegal, a remoção de diretores, em pleno exercício de mandato classista, atesta o avanço do conservadorismo e a ofensiva dirigida contra as entidades sindicais e seus dirigentes.

Roberto Eudes e Pedro Helker, que fizeram uso da palavra, não apenas agradeceram a presença de todos os servidores e das entidades sindicais que ali encontravam-se, como também salientaram a importância da solidariedade de classe e da unidade dos trabalhadores como medida capaz de barrar a ofensiva em curso.

Durante o ato de solidariedade, um grupo formado pelos dirigentes sindicais Pedro Helker (SindJustiça – Ceará), Ada Lobato (Sindjudiciário – Espírito Santo e FENAJUD), Antônio Jair e Dionísio Souza (Sintaj – Bahia e FENAJUD) e pelo assessor jurídico do SindJustiça Ceará, Carlos Eudenes, buscaram uma reunião com a Presidência do TJCE, com o objetivo de buscar a reconsideração da decisão que removeu os dirigentes sindicais e, consequentemente, a devolução dos diretores a unidade de origem.

Apesar da reunião não ter ocorrido, o Juiz Assessor da Presidência, Luciano Lima, informou que no próximo dia 08/08 (quarta-feira) o Des. Francisco Gladyson Pontes (Presidente do TJCE) receberá o SindJustiça Ceará e discutirá o tema.

Confira abaixo fotos do ato:

1 Comentário

  1. Gostaria de sugerir ao Sindicato fizesse uma análise desta “avaliação de competência” dos servidores. Tá tudo na mão dos supervisores e dos juizes. Não há critério lógico, só uma forma de mascarar a pratica de assédio moral

Deixe o seu comentário!